Dificuldade de aprendizagem X distúrbio de aprendizagem

Por 25 de outubro de 2018Notícias

MAÍRA AMARAL DE ANDRADE

[email protected]

            No que diz respeito a aprendizagem, ainda há muitas dúvidas sobre a diferença entre transtorno de aprendizagem e dificuldade de aprendizagem.

Dificuldade de aprender é diferente de distúrbio de aprendizagem. Alguns educadores, pais e outros profissionais confundem esses conceitos, o que pode levar a procedimentos equivocados que prejudicam o bom desenvolvimento da criança.

            A criança não aprende como seus colegas. Como muitos dizem, ela não consegue “acompanhar” a turma. Esse aluno tem uma dificuldade de aprendizagem, termo genérico para dizer que ele apresenta defasagem para adquirir uma ou mais competências, mas sem uma causa evidente. A criança está com algum problema e é preciso pesquisar os motivos.

Para falarmos sobre esta diferença é necessário entendermos que a aprendizagem envolve muitas variáveis e aspectos que impactam neste processo, tais como questões sociais, biológicas, cognitivas, entre outras.

O primeiro viés a se levar em conta no que tange à dificuldade de aprendizagem é a importância da multidisciplinaridade integrada. Ou seja, quando nos referimos à dificuldade de aprendizagem, estamos falando sobre um ser que possui uma maneira diferente de aprender.

Um obstáculo, uma barreira ou um sintoma, que pode ser de origem tanto cultural quanto cognitiva ou até mesmo emocional, sinaliza a dificuldade no processo de aprendizagem. É essencial que o diagnóstico seja feito o quanto antes, uma vez que há conseqüências a longo prazo.

Vale a pena ressaltar que a maior parte dos casos de dificuldade de aprendizagem podem ser resolvidos no ambiente escolar, haja que se tratam de questões psicopedagógicas.

Os distúrbios de aprendizagem são problemas que afetam a capacidade da criança de receber, processar, analisar ou armazenar informações. Podem dificultar a aquisição, pela criança, de habilidades de leitura, escrita, soletração e resolução de problemas matemáticos.

Segue abaixo alguns distúrbios apresentados no processo de aprendizagem:

  • Discalculia, ou incapacidade em matemática, consiste em uma dificuldade persistente para aprender ou entender conceitos numéricos, princípios de contagem e aritmética. Essas dificuldades são frequentemente chamadas de incapacidade matemática. Cerca da metade das crianças que apresentam discalculia também apresenta atrasos para aprender a ler ou tem uma incapacidade em leitura, e muitas têm o transtorno do déficitde atenção e hiperatividade (TDAH);
  • Dislexia, ou incapacidade em leitura, consiste em uma dificuldade inesperada de ler, sendo que “inesperada” significa que todos os fatores necessários para a leitura parecem estar presentes (inteligência, motivação e uma instrução em leitura pelo menos adequada) e, no entanto, a criança ainda não consegue ler. Cerca de 75% das crianças que têm problemas com leitura no terceiro ano continuam a apresentá-los no decorrer de sua vida escolar.

É importante dizer que transtorno e dificuldade de aprender são coisas distintas. Antes de procurar professores que deem aula particular, busque ver se seu filho tem algum “tipo de problema com esses distúrbios, procure um diagnóstico clínico. Quando se confunde transtorno e dificuldade sérios problemas podem surgir de forma negativa na vida da pessoa com efeitos indesejáveis.

Podem ser realizadas avaliações psicológicas e psicopedagógicas para identificar as questões apresentadas que impactam negativamente no processo de aprendizagem. Desta forma, a criança pode contar com a ajuda adequada no processo de desenvolvimento da vida escolar e melhoramento do problema que houver.

Maíra Amaral de Andrade – Psicóloga (CRP 05/32352), Orientadora Vocacional com foco em Avaliação Psicológica. Autora do capítulo Vocação e profissão do livro Coaching Familiar. Na área clínica trabalha com adolescentes com Terapia Cognitivo-Comportamental. Atualmente é Diretora e Responsável Técnica do NIDH, empresa especializada na prestação de serviços na área da Psicologia. Paralelo ministra cursos e palestras relacionados à área de Avaliação Psicológica, Orientação Vocacional e Terapia Cognitivo-comportamental com adolescentes.

 

Esta matéria faz parte da edição de outubro/novembro da revista Saúde & Cia.

 

 

 

 

Abraços,

Equipe NIDH

 

Deixe uma Resposta