O que você espera do próximo ano?

Por 21 de dezembro de 2018Notícias

MAÍRA AMARAL DE ANDRADE

[email protected]

Já estamos em cima de final de ano! Muitos shoppings já estão decorados para o natal, muitas famílias já começaram a programar suas festas de final de ano, e nosso país em especial, vive a expectativa do início de um novo governo – ou seja, um novo ano bate às nossas portas e co ele novas metas e expectativas.

Entra ano, sai ano e sempre nos questionamos como foi o ano que está acabando e criamos metas para o próximo ano. Muitas empresas, começam neste final de ano a fecharem os balanços da organização e estabelecer novas metas a serem batidas no ano seguinte. E na vida pessoal, como podemos avaliar o que se passou e estabelecer metas para o próximo ano?

Estabelecer metas pessoais é tão importante quanto as profissionais. As metas pessoais nos motivam a sempre buscar melhorias naquilo que nos traz prazer e felicidade.

Muitas pessoas já estabelecem metas, fazem listas de desejos para o próximo ano, inclusive aquelas que julgavam como prioridade naquele momento, mas ao longo do ano, essas metas e desejos acabam, muitas das vezes, não sendo colocadas em prática.

O fato é que as oportunidades passam, e se você não estiver realmente trabalhando com foco em seus objetivos, eles ficam para trás e as mudanças que poderiam fazer grande diferença em sua vida se postergam. Viajar, ler um livro, visitar mais os familiares, começar uma dieta ou fazer um curso são propósitos que você pode colocar em prática desde já.

Em um cenário de rotinas aceleradas e pessoas que acumulam cada vez mais responsabilidades, acabam esquecendo de seus propósitos pessoais, metas que auxiliariam inclusive na motivação pessoal e que impactam diretamente a saúde mental do indivíduo.

No Brasil, foi criada uma campanha por psicólogos, justamente para esse tempo, esse tempo de renovação que cada janeiro nos proporciona. Janeiro Branco é a maior campanha do mundo em noma da Saúde Mental da humanidade. Janeiro é tempo de reflexões, tempo de perspectivas, tempo de possibilidades e  simbologia do ano novo nos incentiva a avaliações, pensamentos, programações, introspecções, renovações e a subjetividades. Todo tempo é tempo de cuidarmos da nossa saúde mental, mas janeiro é uma janela aberta para essa causa: tempo de novos ciclos, tempo de novos tempos.

Em uma humanidade necessitada de novos tempos, de novos ciclos e novos olhares, convido vocês a pensarem em suas vidas, reescreverem suas histórias caso necessário, a cuidarem das suas emoções, a investirem em autoconhecimento, a avaliarem as suas relações, a buscarem propósitos para as suas existências e a protegerem as suas saúdes mentais.

Por isso, convido a todos a difundirem o Janeiro Branco levando-o a mais pessoas, desta forma podemos beneficiar tantas e tantas pessoas na melhoria de sua saúde mental.

Nós, psicólogos (as) do Brasil, temos uma missão, um dever e principalmente, uma oportunidade: acolhermos a humanidade orientando-a a uma cultura de saúde mental em todas as suas relações. #vemprasaudemental , é o recado que o Janeiro Branco dará ao mundo em 2019.

Um ótimo natal para todos e um ano novo repleto de novas conquistas!

 

 

Maíra Amaral de Andrade – Psicóloga (CRP 05/32352), Orientadora Vocacional com foco em Avaliação Psicológica. Autora do capítulo Vocação e profissão do livro Coaching Familiar. Na área clínica trabalha com adolescentes com Terapia Cognitivo-Comportamental. Atualmente é Diretora e Responsável Técnica do NIDH, empresa especializada na prestação de serviços na área da Psicologia. Paralelo ministra cursos e palestras relacionados à área de Avaliação Psicológica, Orientação Vocacional e Terapia Cognitivo-comportamental com adolescentes.

 

 

 

 

 

Esta matéria faz parte da edição de dezembro da revista Saúde & Cia.

 

 

 

 

 

Abraços,

Equipe NIDH

Deixe uma Resposta